quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

O ENIGMA


No fechar das cortinas do V Livro da República, eis que surge um ENIGMA onde a personagem dramática de Platão, seu mestre Sócrates, é interrompido por Glauco, “irmão mais novo de Platão com um feitio mais passional e com maiores dotes especulativos”(Cf. CASERTANO, G. Uma introdução à República de Platão, p. 12), que compara o discurso do mestre acerca da ciência, da opinião e da ignorância com certas adivinhações que se fazem nos banquetes e com o enigma das crianças. Que enigma é este?

UM HOMEM QUE NÃO É UM HOMEM, VENDO E NÃO VENDO UM PÁSSARO QUE NÃO É UM PÁSSARO, PENDURADO NUMA ÁRVORE QUE NÃO É UMA ÁRVORE, ATACA-O E NÃO O ATACA, COM UMA PEDRA QUE NÃO É UMA PEDRA.

Resposta: Um eunuco zarolho atira num morcego suspenso de um sabugueiro um pedra-pomes e não o acerta.

Ver PLATÃO. A República. Col. Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1999, p. 188

Nenhum comentário:

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

O ENIGMA


No fechar das cortinas do V Livro da República, eis que surge um ENIGMA onde a personagem dramática de Platão, seu mestre Sócrates, é interrompido por Glauco, “irmão mais novo de Platão com um feitio mais passional e com maiores dotes especulativos”(Cf. CASERTANO, G. Uma introdução à República de Platão, p. 12), que compara o discurso do mestre acerca da ciência, da opinião e da ignorância com certas adivinhações que se fazem nos banquetes e com o enigma das crianças. Que enigma é este?

UM HOMEM QUE NÃO É UM HOMEM, VENDO E NÃO VENDO UM PÁSSARO QUE NÃO É UM PÁSSARO, PENDURADO NUMA ÁRVORE QUE NÃO É UMA ÁRVORE, ATACA-O E NÃO O ATACA, COM UMA PEDRA QUE NÃO É UMA PEDRA.

Resposta: Um eunuco zarolho atira num morcego suspenso de um sabugueiro um pedra-pomes e não o acerta.

Ver PLATÃO. A República. Col. Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1999, p. 188

Nenhum comentário:

Atividade no Facebook

Mais vistas: