domingo, 23 de março de 2014

Provocações filosóficas: Músicas, cinema e literaturas - ProEmi 2014



PROEMI 2014 - PROVOCAÇÕES FILOSÓFICAS: MÚSICAS, CINEMA E LITERATURAS
PROPOSTA DA DISCIPLINA DE FILOSOFIA PARA O CONTRATURNO

As oficinas do Programa do Ensino Médio Inovador 2014, na Escola Estadual Teônia Amaral de Florânia/RN, estarão começando nesta segunda-feira, dia 24/03 a partir das 19h. Estudos e trabalhos das oficinas “Provocações filosóficas” acontecerão às segundas e quintas-feiras de cada semana. Os estudantes interessados deverão procurar o professor responsável pela oficina ou a direção da Escola para fazerem suas inscrições.

EMENTA: Sendo a Filosofia uma atividade da razão que nos conduz a pensar por conta própria e uma experiência eminentemente existencial que nos faz dialogar com o mundo e suas exigências, pretendemos com as “provocações filosóficas” abrir caminhos, trilhas, de acesso às questões mais vitais que o homem fora capaz de fazer. Temas como a liberdade, a angústia, a morte, o amor, a justiça, o poder, a vida, o outro, o trabalho, a política, Deus, o desejo, enfim, fluem possivelmente da audição de uma simples música popular ou erudita; da projeção de um filme brasileiro ou estrangeiro; e, sobretudo, da leitura de obras de autores nacionais e também estrangeiros. Partir das produções musicais, do cinema e das literaturas mais diversas é a ousadia nossa para provocar em nós as manifestações mais estranhas, comoventes e curiosas, próprias do filosofar.

OBJETIVOS: Instigar o hábito de provocar discussões a partir da audição de uma música que lhe dá prazer. Estimular o estudante a compreender suas músicas, seus filmes e seus livros (literatura de seu interesse). Possibilitar a construção cultural de seus valores através da música, dos filmes e dos livros. Fortalecer a formação da identidade (subjetividade) por meio de filmes educativos com abordagens filosóficas. Procurar apresentar aos estudantes uma filosofia bem popular presente nos estilos musicais. Promover uma forma de interpretação crítica da filmografia brasileira e estrangeira. Pontuar obras da literatura brasileira e estrangeira que tratem da temática filosófica. Provocar a leitura de textos variados de modo filosófico. Aprender a não só entreter-se com a música, o cinema e suas leituras, mas a tirar destes uma mensagem de reflexão para a vida.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS:
1ª Etapa: março, abril e maio – Estilos musicais. Principais nomes da música popular brasileira. Alguns músicos estrangeiros de forte influência em nossa cultura. Música de sentido filosófico que trabalha com conteúdos políticos, éticos e sociais.
2ª Etapa: julho, agosto e setembro – Principais cineastas brasileiros e estrangeiros e seus estilos. Filmes históricos que marcaram nossa cultura pela relevância e abordagem temática. Documentários interessantes para nossa reflexão. Curtas que exploram os problemas e conflitos humanos.
3ª Etapa: outubro, novembro e dezembro - Destacar algumas obras literárias, tipo romances, crônicas, poesias, contos que dialogam com o universo temático da Filosofia clássica e contemporânea. Textos de escritores como Clarice Lispector, Machado de Assis, Manoel Bandeira, Nelson Rodrigues, João Guimarães Rosa, Platão, Dostoievski, Shakespeare e muitos outros serão trabalhados e, de alguma forma, estudados.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
ARANHA, Maria Lúcia de Arruda, MARIA Helena Pires Martins. Filosofando: Introdução à Filosofia. – 4 ed. – São Paulo: Moderna, 2009.
CHAUI, Marilena. Filosofia - série Brasil. São Paulo: Ática, 2005.
CHAUI, Marilena. Convite à filosofia. 12ª. ed. São Paulo: Ática, 2002.
GAARDER, Jostein. O mundo de Sofia. Romance da história da filosofia. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
GALLO, Sílvio. Ética e cidadania. Caminhos da Filosofia. 20ª ed. São Paulo: Papirus, 2011.
LALANDE, André. Vocabulário técnico e crítico de filosofia. S. Paulo: Martins Fontes. 1999.
LISPECTOR, Clarice. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.
PLATÃO. A República. Col. Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1999.
PONDÉ, Luiz Felipe. Guia Politicamente incorreto da Filosofia. São Paulo: Leya, 2012.
RODRIGUES, Nelson. O óbvio ululante: primeiras confissões crônicas. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.
ROSA, João Guimarães. Grande Sertão: veredas. 19ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
SHAKESPEARE, W. Tragédias. São Paulo: Nova Cultural, 2003.
VV.AA. Filosofia. Ensino Médio. 2ª ed. Curitiba: SEED-PR, 2006.

Prof. Jackislandy Meira de Medeiros Silva
Bel. em Teologia, Bel. e Licenciado em Filosofia, Esp. em Metafísica, Esp. em Estudos Clássicos.

Nenhum comentário:

domingo, 23 de março de 2014

Provocações filosóficas: Músicas, cinema e literaturas - ProEmi 2014



PROEMI 2014 - PROVOCAÇÕES FILOSÓFICAS: MÚSICAS, CINEMA E LITERATURAS
PROPOSTA DA DISCIPLINA DE FILOSOFIA PARA O CONTRATURNO

As oficinas do Programa do Ensino Médio Inovador 2014, na Escola Estadual Teônia Amaral de Florânia/RN, estarão começando nesta segunda-feira, dia 24/03 a partir das 19h. Estudos e trabalhos das oficinas “Provocações filosóficas” acontecerão às segundas e quintas-feiras de cada semana. Os estudantes interessados deverão procurar o professor responsável pela oficina ou a direção da Escola para fazerem suas inscrições.

EMENTA: Sendo a Filosofia uma atividade da razão que nos conduz a pensar por conta própria e uma experiência eminentemente existencial que nos faz dialogar com o mundo e suas exigências, pretendemos com as “provocações filosóficas” abrir caminhos, trilhas, de acesso às questões mais vitais que o homem fora capaz de fazer. Temas como a liberdade, a angústia, a morte, o amor, a justiça, o poder, a vida, o outro, o trabalho, a política, Deus, o desejo, enfim, fluem possivelmente da audição de uma simples música popular ou erudita; da projeção de um filme brasileiro ou estrangeiro; e, sobretudo, da leitura de obras de autores nacionais e também estrangeiros. Partir das produções musicais, do cinema e das literaturas mais diversas é a ousadia nossa para provocar em nós as manifestações mais estranhas, comoventes e curiosas, próprias do filosofar.

OBJETIVOS: Instigar o hábito de provocar discussões a partir da audição de uma música que lhe dá prazer. Estimular o estudante a compreender suas músicas, seus filmes e seus livros (literatura de seu interesse). Possibilitar a construção cultural de seus valores através da música, dos filmes e dos livros. Fortalecer a formação da identidade (subjetividade) por meio de filmes educativos com abordagens filosóficas. Procurar apresentar aos estudantes uma filosofia bem popular presente nos estilos musicais. Promover uma forma de interpretação crítica da filmografia brasileira e estrangeira. Pontuar obras da literatura brasileira e estrangeira que tratem da temática filosófica. Provocar a leitura de textos variados de modo filosófico. Aprender a não só entreter-se com a música, o cinema e suas leituras, mas a tirar destes uma mensagem de reflexão para a vida.

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS:
1ª Etapa: março, abril e maio – Estilos musicais. Principais nomes da música popular brasileira. Alguns músicos estrangeiros de forte influência em nossa cultura. Música de sentido filosófico que trabalha com conteúdos políticos, éticos e sociais.
2ª Etapa: julho, agosto e setembro – Principais cineastas brasileiros e estrangeiros e seus estilos. Filmes históricos que marcaram nossa cultura pela relevância e abordagem temática. Documentários interessantes para nossa reflexão. Curtas que exploram os problemas e conflitos humanos.
3ª Etapa: outubro, novembro e dezembro - Destacar algumas obras literárias, tipo romances, crônicas, poesias, contos que dialogam com o universo temático da Filosofia clássica e contemporânea. Textos de escritores como Clarice Lispector, Machado de Assis, Manoel Bandeira, Nelson Rodrigues, João Guimarães Rosa, Platão, Dostoievski, Shakespeare e muitos outros serão trabalhados e, de alguma forma, estudados.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
ARANHA, Maria Lúcia de Arruda, MARIA Helena Pires Martins. Filosofando: Introdução à Filosofia. – 4 ed. – São Paulo: Moderna, 2009.
CHAUI, Marilena. Filosofia - série Brasil. São Paulo: Ática, 2005.
CHAUI, Marilena. Convite à filosofia. 12ª. ed. São Paulo: Ática, 2002.
GAARDER, Jostein. O mundo de Sofia. Romance da história da filosofia. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
GALLO, Sílvio. Ética e cidadania. Caminhos da Filosofia. 20ª ed. São Paulo: Papirus, 2011.
LALANDE, André. Vocabulário técnico e crítico de filosofia. S. Paulo: Martins Fontes. 1999.
LISPECTOR, Clarice. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.
PLATÃO. A República. Col. Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1999.
PONDÉ, Luiz Felipe. Guia Politicamente incorreto da Filosofia. São Paulo: Leya, 2012.
RODRIGUES, Nelson. O óbvio ululante: primeiras confissões crônicas. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.
ROSA, João Guimarães. Grande Sertão: veredas. 19ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
SHAKESPEARE, W. Tragédias. São Paulo: Nova Cultural, 2003.
VV.AA. Filosofia. Ensino Médio. 2ª ed. Curitiba: SEED-PR, 2006.

Prof. Jackislandy Meira de Medeiros Silva
Bel. em Teologia, Bel. e Licenciado em Filosofia, Esp. em Metafísica, Esp. em Estudos Clássicos.

Nenhum comentário:

Atividade no Facebook

Mais vistas: