quarta-feira, 6 de março de 2013

Maduro está o fruto na terra que as Chaves abriram

   

As palavras me fascinam. A semântica, a semiologia, Lacan...
Para que servem chaves? Abrem portas, abrem caminhos, abrem oportunidades, abrem caixas de conteúdos que seriam inacessíveis sem elas, tornam públicos segredos...
E com a abertura um mundo novo se descortina. Um mundo ainda por fazer,por crescer fértil, próspero, a dar frutos.
Mas estes frutos para serem generosos precisam estar maduros.
Há tempo de abrir a terra para semear e há o tempo dos frutos amadurecerem.
Chavez e Maduro. Arquétipos.
É assim que os vejo.
Assim que vejo a Venezuela no luto de hoje.
A vida que segue. 
 

Nenhum comentário:

quarta-feira, 6 de março de 2013

Maduro está o fruto na terra que as Chaves abriram

   

As palavras me fascinam. A semântica, a semiologia, Lacan...
Para que servem chaves? Abrem portas, abrem caminhos, abrem oportunidades, abrem caixas de conteúdos que seriam inacessíveis sem elas, tornam públicos segredos...
E com a abertura um mundo novo se descortina. Um mundo ainda por fazer,por crescer fértil, próspero, a dar frutos.
Mas estes frutos para serem generosos precisam estar maduros.
Há tempo de abrir a terra para semear e há o tempo dos frutos amadurecerem.
Chavez e Maduro. Arquétipos.
É assim que os vejo.
Assim que vejo a Venezuela no luto de hoje.
A vida que segue. 
 

Nenhum comentário:

Atividade no Facebook

Mais vistas: