quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Às crianças grandes e pequenas...

"Peço perdão às crianças por dedicar este livro a uma pessoa grande. Tenho uma desculpa séria: essa pessoa grande é o melhor amigo que possuo no mundo. Tenho uma outra desculpa: essa pessoa grande é capaz de compreender todas as coisas, até mesmo os livros de criança. Tenho ainda uma terceira: essa pessoa grande mora na França, e ela tem fome e frio. Ela precisa de consolo. Se todas essas desculpas não bastam, eu dedico então esse livro à criança que essa pessoa grande já foi. Todas as pessoas grandes foram um dia crianças (mas poucas se lembram disso). Corrijo, portanto, a dedicatória: A LÉON WERTH QUANDO ELE ERA PEQUENINO"

(Saint'Exupèry. Dedicatória da maravilhosa e inesquecível obra O Pequeno Príncipe)

Todas as crianças grandes e pequenas deviam ler este livro tão fantástico e ao mesmo tempo tão filosófico. Num dia como este, em que comemoramos o dia das crianças, sua leitura seria um enorme presente para os que querem entrar um pouquinho no mundo misterioso do principezinho que, antes de mais nada, nos representa a todos por sua sede de respostas diante do deserto, das flores, do homem, da raposa, do carneiro, da serpente, enfim, da vida. Sinta-se, como eu, perplexo com a leitura e releitura deste livro.

Prof. Jackislandy Meira de Medeiros Silva.

Um comentário:

Linguistas Afins disse...

De fato, este é um livro maravilhoso para todas as gerações. Poderia ser o primeiro livro lido pelos pais aos seus filhos e, estes, por conseguinte, fariam sua (re)leitura particular, mas com a consciência de valores permanentes. Ótima dica de leitura mesmo.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Às crianças grandes e pequenas...

"Peço perdão às crianças por dedicar este livro a uma pessoa grande. Tenho uma desculpa séria: essa pessoa grande é o melhor amigo que possuo no mundo. Tenho uma outra desculpa: essa pessoa grande é capaz de compreender todas as coisas, até mesmo os livros de criança. Tenho ainda uma terceira: essa pessoa grande mora na França, e ela tem fome e frio. Ela precisa de consolo. Se todas essas desculpas não bastam, eu dedico então esse livro à criança que essa pessoa grande já foi. Todas as pessoas grandes foram um dia crianças (mas poucas se lembram disso). Corrijo, portanto, a dedicatória: A LÉON WERTH QUANDO ELE ERA PEQUENINO"

(Saint'Exupèry. Dedicatória da maravilhosa e inesquecível obra O Pequeno Príncipe)

Todas as crianças grandes e pequenas deviam ler este livro tão fantástico e ao mesmo tempo tão filosófico. Num dia como este, em que comemoramos o dia das crianças, sua leitura seria um enorme presente para os que querem entrar um pouquinho no mundo misterioso do principezinho que, antes de mais nada, nos representa a todos por sua sede de respostas diante do deserto, das flores, do homem, da raposa, do carneiro, da serpente, enfim, da vida. Sinta-se, como eu, perplexo com a leitura e releitura deste livro.

Prof. Jackislandy Meira de Medeiros Silva.

Um comentário:

Linguistas Afins disse...

De fato, este é um livro maravilhoso para todas as gerações. Poderia ser o primeiro livro lido pelos pais aos seus filhos e, estes, por conseguinte, fariam sua (re)leitura particular, mas com a consciência de valores permanentes. Ótima dica de leitura mesmo.

Atividade no Facebook

Mais vistas: