sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Mec entregará tablets só para professores, e não para alunos como foi anunciado

 
Depois de muitas indefinições, a proposta do Ministério da Educação (MEC) de disponibilizar tablets — computadores portáteis semelhantes a uma prancheta — nas redes públicas de ensino começa a sair do papel. Mas com mudanças. À frente da pasta há cerca de uma semana, Aloizio Mercadante anunciou na quinta-feira (2) que os professores — em vez dos alunos, como era esperado — receberão o equipamento.
O projeto Educação Digital será implementado inicialmente nas 58.700 escolas públicas brasileiras com banda larga e localizadas em áreas urbanas. A meta do MEC é entregar os equipamentos até o fim deste ano aos docentes do ensino médio.
Segundo o ministro, o programa foi formulado e finalizado na sua gestão, apesar de já estar em discussão há mais de um ano na Esplanada. “Eu tenho estudado isso há anos. Inclusive, quando estava no Ministério de Ciência e Tecnologia já estávamos prevendo essa compra.”
Mercadante afirmou que o MEC vai assumir integralmente a compra de 600 mil tablets. O orçamento deste ano da pasta prevê um gasto de cerca de 180 milhões de reais com as pranchetas.


Nenhum comentário:

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Mec entregará tablets só para professores, e não para alunos como foi anunciado

 
Depois de muitas indefinições, a proposta do Ministério da Educação (MEC) de disponibilizar tablets — computadores portáteis semelhantes a uma prancheta — nas redes públicas de ensino começa a sair do papel. Mas com mudanças. À frente da pasta há cerca de uma semana, Aloizio Mercadante anunciou na quinta-feira (2) que os professores — em vez dos alunos, como era esperado — receberão o equipamento.
O projeto Educação Digital será implementado inicialmente nas 58.700 escolas públicas brasileiras com banda larga e localizadas em áreas urbanas. A meta do MEC é entregar os equipamentos até o fim deste ano aos docentes do ensino médio.
Segundo o ministro, o programa foi formulado e finalizado na sua gestão, apesar de já estar em discussão há mais de um ano na Esplanada. “Eu tenho estudado isso há anos. Inclusive, quando estava no Ministério de Ciência e Tecnologia já estávamos prevendo essa compra.”
Mercadante afirmou que o MEC vai assumir integralmente a compra de 600 mil tablets. O orçamento deste ano da pasta prevê um gasto de cerca de 180 milhões de reais com as pranchetas.


Nenhum comentário:

Atividade no Facebook

Mais vistas: